segunda-feira, 2 de julho de 2012

Claridade

São os jogos de luz
e sombra
que me prendem a ti,
a cada página que folheio.

São os contrastes que me fazem
amar-te.

São os cruzamentos inesperados
que te fazem livro
e a mim ligeira,
a caminho de algum lado,
cavalgando a claridade.

* escrito para o quadro de Tadahiro Uesugi e publicado primeiro na rubrica diária "a-ver-livros" do blog Clube de Leitores.

2 comentários:

Isabel disse...

Gostei do poema e acho a imagem muito bonita.
Gosto muito também das imagens que costuma escolher para o Clube de Leitores. Sempre belas.
Um abraço

ana almeida disse...

Muito obrigada, Isabel. Faço-o com o coração. E fico muito contente por saber que toco outras pessoas. :-)