terça-feira, 12 de abril de 2011

Olhando os pássaros


Há pássaros que voam
cá dentro de mim
Asas que rasgam
os meus céus de azul
Voos rasantes
nos planos de relva
acabada de cortar

Há pássaros que voam
cá dentro do peito
Piruetas acrobáticas
que me fazem sorrir
Cantando em harmonia
canções que o poeta
ainda não inventou

Há pássaros que voam.
Asas e voos.
Piruetas e música.
E há o teu olhar
olhando-me
enquanto os olho
de olhos fechados.

3 comentários:

Pata na Possa disse...

Ana poetisa. Filha das palavras. Mãe de todas as letras...

je disse...

E às vezes nem sei o que fazer com elas, mesmo sendo tão mais fáceis de escrever que de dizer. Mas tu sabes disso :)*

EMILIANO disse...

o Tigrinho curtiu bues!! :))